Como mensurar o OTIF (On-Time & In-Full) corretamente

O monitoramento e análise de KPIs logísticos é fundamental para compreender a performance e auxiliar a tomada de decisão.

Quando os resultados não são mensurados, dificilmente eles serão geridos com eficiência e com informações relevantes sobre as falhas, suas possíveis causas e o que pode ser feito para otimizar os processos.

Neste artigo, explicamos o que é OTIF e qual a relevância desse indicador nos processos logísticos.

O que são KPIs logísticos?

Os Key Performance Indicators (Indicadores-chave de Performance, em português) são ferramentas utilizadas para avaliar os resultados dos processos e auxiliar o gestor e sua equipe a identificar possíveis gargalos e falhas que impedem o alcance dos objetivos.

O que é OTIF?

OTIF quer dizer “On Time In Full”. Trata-se de um KPI ligado à satisfação de clientes que permite conhecer o desempenho de entrega de produtos e serviços de uma empresa. É um indicador binário em que a cada pedido é avaliado se “Atendeu/Não Atendeu” (resultados: 0 ou 1). É importante destacar que o cálculo se baseia em pedidos atendidos e não em volume de pedidos.

Este KPI é composto por estes dois elementos principais, cada um com seu foco de medição:

  • On Time: Os produtos/serviços devem ser entregues numa determinada data, horário e local previamente combinado com o cliente. Mede a “Pontualidade” da entrega.
  • In Full: Os produtos/serviços devem estar dentro das especificações acordadas com o cliente: qualidade, quantidade, dimensões, integridade físicas e quaisquer outros atributos específicos. Mede a conformidade do pedido ao escopo combinado.

Como mensurar o OTIF corretamente?

A seguir está um exemplo de como calcular o OTIF. Consideramos que uma empresa teve 100 pedidos entregues no mês, 65 cumpriram os requisitos de tempo e 95 estavam de acordo com especificações acordadas. Deve-se cuidar para utilizar porcentagens resultantes da medição em cada um dos critérios. Então, obtivemos os seguintes resultados:

On Time: 0,65%
In Full: 0,95%
O indicador de alcance do pedido perfeito (OTIF), neste caso será:
OTIF = 0,65% x 0,95% = 0,6175 = 61,75%

Trata-se de um indicador rigoroso, pois todos os requisitos contratados devem ser atendidos para que se obtenha o status de “Atendeu”, ou seja, atingiu o OTIF máximo (100%) garantindo que a plenitude dos pedidos dos clientes foi atendida no prazo solicitado e nas especificações corretas.

Benefícios do indicador OTIF

  • Melhora a performance de entrega;
  • Gera mais satisfação ao cliente;
  • Provoca melhorias nos processos;

Onde medir o OTIF na cadeia logística?

Para medir o OTIF na cadeia de suprimentos, é necessário mapear os macroprocessos e suas interfaces. Assim, serão identificados os entregáveis existentes entre as áreas e os pontos de medição sob a responsabilidade de cada uma.

De forma genérica, o OTIF pode ser desdobrado no seguinte esquema:

  • OTIF Fornecedor: Desempenho da entrega de matéria-prima e insumos pelos fornecedores.
  • OTIF Suprimentos: Desempenho da logística interna de matéria-prima. Também pode ser feita por meio de requisições de materiais ou entrega programada.
  • OTIF Produção: Desempenho das diversas etapas de produção da empresa.
  • OTIF Vendas: Agilidade com que o departamento comercial transfere os pedidos para a área de planejamento e programação da produção.
  • OTIF Entrega: Desempenho da entrega final dos produtos aos clientes. Também avalia a qualidade dos fornecedores de transporte de carga.
  • OTIF Logística: Considerado o ponto de medição mais importante, avaliará diretamente a entrega ao cliente e sua satisfação. Este indicador faz a medição do desempenho da logística interna de produtos acabados, da produção à armazenagem e distribuição.

A metodologia OTIF já é utilizada na sua empresa? Que outros métodos são usados para monitorar a performance logística? Deixe seu comentário ou entre em contato conosco.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: