3 dicas para lidar com o Estoque Fantasma

O estoque fantasma está entre os grandes problemas do setor logístico de uma corporação. Ele ainda pode gerar grandes desajustes entre as atividades produtivas e a quantidade de estoque que está presente fisicamente na loja ou área de armazenamento.

De todo modo, é uma situação que pode gerar perdas e danos irreparáveis para a empresa e sua atuação no mercado.

Neste artigo apresentamos o conceito explicativo desse tipo de estoque, como identificá-lo na empresa e como atuar para que ele não prejudique as atividades de expedição.

O que é estoque fantasma?

Em países de língua inglesa ele é referido como “phantom inventory” para determinar o significado de “inventário fantasma” referente aos desajustes existentes entre os estoques existentes fisicamente no local de armazenagem ou na loja e o estoque verdadeiramente registrado no sistema de controle.

Na prática, se refere ao item que aparece na lista ou banco de dados de controle, mas que não está presente fisicamente na área física de acesso ao produto ou de armazenagem.

Desajuste

Sendo assim, podemos considerá-lo como um desajuste que pode implicar em perdas para a empresa e para o cliente. A empresa poderá, por exemplo, aceitar pedidos que não poderão ser entregues ao cliente pela ausência do produto.

Ao tentar coletar o produto, o atendente, vendedor ou coletor de produtos terá a percepção que o objeto não existe e o cliente ficará sem a mercadoria.

Essa situação ainda poderá gerar problemas sérios no processo de abastecimento, principalmente, no caso de matérias-primas e suprimentos.

Como reduzir?

O estoque fantasma pode ser reduzido a partir das seguintes ações:

1 – Monitoramento de erros humanos

Geralmente, ele pode surgir por causa de erros humanos como mover a mercadoria de forma errada, não ter feito o registro corretamente no sistema, ou registrá-lo mais de uma vez no sistema.

Dessa forma é indicado realizar monitoramento presencial para confirmar a existência de cada tipo de produto.

2 – Automatização

Outra maneira de reduzir a sua existência é a aplicação de métodos de automatização. Através desse processo a empresa contará com a assistência eletrônica que dispensará as atividades manuais para atualizar o número de determinado item no setor de estoque.

Em processos mais abrangentes pode ainda contar com operações robotizadas para a construção de armazéns automáticos.

3 – Diagnóstico

Outra atividade é a realização de diagnóstico para verificar o por quê de alguns produtos estarem ausentes no setor de vendas ou de estocagem.

É importante verificar quais produtos estão encalhados, as informações que de fato foram repassadas para o inventário e a organização interna da empresa.

4 – Faça liquidações

Uma das atividades que incentiva atualizar os dados referentes aos estoques é a realização de liquidações, através da qual a empresa precisa saber a quantidade de item existente na armazenagem para vender por um preço menor.

Conclusão

Neste artigo apresentamos o conceito de estoque fantasma e o por quê de seu surgimento no gerenciamento de uma empresa, bem como os métodos para evitar a sua ocorrência.

SIGA-NOS NO LINKEDIN

@deverhum-consulting

 

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: