Tendências do Supply Chain para 2022

Considerando as tendências do Supply Chain, podemos analisar que até o final do ano de 2022 trabalhamos com a possível elevação das vendas de produtos e serviços online na América Latina e em todo o mundo.

Podemos estimar que cerca de 200 milhões de pessoas somente na América Latina farão algum tipo de compra através do e-commerce, podendo esse número saltar para 1,2 bilhão de pessoas considerando os consumidores conectados no mundo inteiro.

Mesmo se tratando de números positivos para as previsões futuras do mercado, devemos lembrar que boa parte das empresas, principalmente, as corporações que estão entrando nesse novo mercado, ainda não apresentam uma cadeia de suprimentos eficiente para atender novas demandas de consumo, carecendo de aplicação tecnológica disruptiva para fortalecimento de seu intenso ritmo de vendas e de entrega de pedidos.

Tendências do Supply Chain

Considerando os novos ambientes de negócios, as empresas necessitam cada vez mais de fortalecer suas cadeias de suprimentos, implantando políticas e estratégias de ação mais resilientes e com maior nível de capacidade de resposta.

Investimento estratégico

Ao observar que a tendência visa crescer junto com o aumento da demanda de mercado, torna-se essencial profissionalizar ainda mais as etapas de automação da cadeia, com a adição de sistemas de registros mais consolidados.

Outro fator que caminha em direção ao crescimento de mercado é a implantação da inteligência artificial nos processos de atendimento, identificação de falhas e melhoria nos processos de entregas.

​O que fazer?

Para acelerar a adoção de processos de adaptação e viabilização da empresa neste crescente mercado, as empresas e negócios iniciantes precisam procurar reduzir os custos operacionais excessivos, evitar perda de estoque, melhorar a tomada de decisões, gerar padrões de atendimento e de organização operacional, estimular a produtividade qualitativa e incentivar cada vez mais a integração de processos interno nos setores logísticos.

Novas tendências

Dentre as principais possibilidade que surgirão no segmento do supply chain ou cadeia de suprimentos, podemos citar:

IoT

Em breve, principalmente com a chegada da conexão 5G teremos o avanço da internet das coisas ou IoT (Internet of Things). Segundo pesquisas recentes realizadas nos EUA, mais de 95% das corporações que implementarem essa tecnologia poderão expandir seus negócios ainda mais.

Blockchain

Esse método se refere a um tipo de banco de dados que utiliza a descentralização como forma de segurança para acesso de dados e para alteração de modificações.

Esse processo ajudará a acelerar processos de registros e de geração de protocolos para clientes e fornecedores.

Robótica

Outra tecnologia que se tornará cada vez mais acessível para acelerar os trabalhos de seleção e entrega de produtos é a robótica. Qualquer empresa poderá ter robôs e drones robotizados para acelerar a busca e coleta de produtos, podendo ainda manter a realização de entregas em pontos remotos.

Conclusão

Portanto, com o aumento da demanda de consumo no meio digital e com a implementação de novas tecnologias poderemos enxergar um salto quântico na qualidade e no processo de qualificação do processo de entrega na cadeia de suprimento visando sempre gerar valor para a empresa e para o cliente.

Você sabe o que é logística 4.0? Entenda os benefícios e desafios

A Logística 4.0 trata-se de uma importante evolução da logística conhecida até os dias atuais. Ela é considerada uma transformação digital aplicada sobre a logística tradicional e isso se deve ao grande investimento em novas tecnologias.

Novas tecnologias como Big Data, IoT, Machine Learning, IA, computação em nuvem e entre outras tem acelerado essa nova abordagem dos trabalhos logísticos nas empresas.

Neste artigo apresentaremos uma melhor compreensão sobre o conceito dessa nova abordagem, o seu funcionamento e sua importância para o mercado.

O que é a Logística 4.0?

Podemos conceituar que estamos vivendo na quarta revolução tecnológica na qual a digitalização de dados e valores se torna cada vez mais crescente. Os avanços tecnológicos estão gerando novos avanços para a indústria tradicional para tornar os polos de produção cada vez mais produtivos.

Quando falamos na quarta geração logística também nos referimos à evolução do processo logístico tradicional através da aplicação de novas tecnologias que permitem mais eficiência, informatização e agilidade.

Consequentemente, as corporações se tornam mais capazes para reduzir custos, tempo de operação, elevar a rentabilidade e melhorar operações.

A transformação digital

O ponto digital avançado é crucial para o surgimento e desenvolvimento desse tipo de logística, ela ajuda a atualizar sistemas operacionais de controle e distribuição de informação, melhorando a qualidade dos serviços e aplicação de novos ciclos de produção de entrega.

Ao incorporar novas tecnologias nas atividades do setor a empresa também compreendeu a aplicação desse novo sistema logístico na prática.

1 – Roteiro

A empresa precisa criar um roteiro para o seu setor logístico, através dele a empresa define rotas de seus veículos, pontos de armazenamento e distribuição de modo a não perder o cronograma e prazos de armazenagem e distribuição.

2 – Gestão de frotas

Outro fator importante é a gestão de frotas que pode ser executada através de sensores instalados nos veículos e conectados à Internet das Coisas (IoT), o que permite o real rastreamento da frota elevando a segurança.

Essa iniciativa também permite a identificação de comportamentos de risco de motoristas e veículos.

3 – Gestão de estoque

Outro fator que ajuda bastante a reduzir custos é administrar o estoque da melhor forma possível. Esse tipo de gestão pode ser realizada com o uso de sensores que permitem controlar os níveis de estoque e produtos.

Conclusão

Outro fator importante para essa nova logística é a integração de dados, a geolocalização e a integração de diferentes sistemas.

A empresa contará com mais eficiência em seus processos de atendimento, mais agilidade e redução de custos.

Atualmente, a logística tem sido um dos setores estratégicos para melhorar a eficiência de uma empresa, a entregar melhores experiências para os clientes e para atrair mais parceiros de produção e distribuição.

A adição de novos recursos tecnológicos digitais tem permitido o maior acesso a esse tipo de logística para empresas de pequeno, médio e grande porte em nível nacional e internacional.

Quer acompanhar também nossos conteúdos em vídeo? Inscreva-se em nosso canal do youtube: