Intraempreendedorismo – O Modelo

Como a ideia de empreender pode se conectar com a cultura de uma organização?

A atitude empreendedora é um padrão comportamental. Essa forma de agir é muito mais guiada pelo mindset do indivíduo do que pelos incentivos externos que ele possa receber.

De forma simples e objetiva, empreender tem a ver com a vontade de mudar as coisas, mudar como algo é feito, mudar o status quo. Pessoas como Thomas Edson, Walt Disney, Steve Jobs e Elon Musk já estão eternizados na história não só por tudo o que criaram mas como por suas trajetórias.

Empreender não é somente ter ideias.

É fazer algo alinhado com o seu propósito de vida. Quando uma pessoa decide empreender ela está com muito mais foco naquilo que deseja alcançar no futuro do que nos resultados que conseguirá obter de forma imediata.

Olhando para o mundo corporativo, como a ideia de empreender pode se conectar com a cultura de uma organização?

É aí que surge o conceito de intraempreendedorismo. Levar as pessoas da organização a agirem como donos dos seus processos através da compreensão de que os resultados gerados pelas ações intraempreendedoras irão impulsioná-las na direção do que tanto desejam.

A mensagem que precisa ficar clara é que o intraempreendedorismo não é algo que todos estão disposta a executar pois o profissional precisa:

1. Ter iniciativa e capacidade de inovar. Independente da sua função ou tempo de experiência o profissional comprometido com os resultados tem iniciativa e não age apenas quando recebe as demandas vindas do líder. Aliar iniciativa à capacidade de inovar, de pensar de forma criativa e prática, com foco em gerar maior performance e entrega de resultados, faz do profissional um intraempreendedor

2. Possuir grande poder de persuasão e influência pois precisará remover a resistência das pessoas tomadoras de decisão. A capacidade de influenciar pode ser definida como a conjunção das habilidades de:

  • comunicação
  • contextualização
  • desenvolvimento de projetos
  • relacionamento com diversos níveis da organização

Agir de maneira intraempreendedora permite ao profissional praticar, vivenciar, confrontar situações novas e desconfortáveis, pensar, refletir, concluir e transformar.

Esse não é um caminho curto, mas é o mais assertivo para os profissionais que buscam crescimento sólido e organizações que desejam construir lideranças engajadas e inspiradoras.

Fonte: Ebook Gratuito - Intraempreendedorismo: Desafio, Aprimoramento e Vantagem Competitiva.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: