Intraempreendedorismo como Cultura de Inovação

O Intraempreendedorismo tem sido cada vez mais valorizado no mundo corporativo atual.

Estamos falando da capacidade de funcionários e colaboradores de uma empresa terem a iniciativa de agir como empreendedores em seus locais de trabalho como forma de gerar soluções para a empresa.

Esse perfil de ação empreendedora surgiu nas últimas décadas e tem se consolidado nas principais economias do mundo.

Considerando toda a sua relevância, as empresas mais inteligentes incentivam ações empreendedoras em suas equipes de trabalho e de desenvolvimento, principalmente, em ambientes corporativos incentivados pela transformação, organização e inovação.

O intraempreendedorismo nas empresas

É importante que as corporações adicionem o desenvolvimento da cultura empreendedora entre os seus colaboradores, visando a sustentabilidade de mercado, inovação de métodos e de tecnologia e, sobretudo, para a criação de novas soluções.

De forma geral, o empreendedorismo está relacionado com a competência de enxergar oportunidades, atender necessidades e gerar vantagem competitiva.

São fatores positivos a serem inseridos em favor da empresa e da marca na qual atuam os colaboradores.

Desenvolvendo competências

A ação empreendedora interna precisa incentivar o desenvolvimento de novos valores e objetivos alinhados à estratégia organizacional e mercadológica da empresa.

Geralmente, além de treinamento e ambiente propício, a economia atual exige conhecimento e estudo contínuo, controle de custos e aproveitamento do tempo para criar caminhos para a geração de valor e de engajamento empreendedor.

O que é Intraempreendedorismo?

Sabemos que o empreendedor que inicia o próprio negócio visa atender a uma oportunidade ou necessidade com novas ideias e experiência que de fato solucionem problemas e inovem o mercado.

Agora, imagine toda essa força sendo empregado internamente na empresa a partir de seus funcionários e colaboradores. Esse é o cenário e o conceito básico do intraempreendedorismo.

Aprender sempre

Seja de forma teórica e técnica, o colaborador precisa aprender sempre, estudar sempre e permanecer atento à evolução do conhecimento na empresa.

Essa postura ajudará sempre a tomar decisões e a identificar novas oportunidades de negócio.

Agregando valor

Quando o colaborador é valorizado e incentivado a desenvolver ideias e soluções na empresa na qual trabalha, ele pode se tornar numa força interna de inovação para toda a corporação.

Muitas vezes, ameaças e oportunidades de mercado podem incentivar a busca por novas ideias e projetos. Essas soluções podem agregar valor para os produtos e serviços da empresa.

O conceito do empreendedorismo

Na prática, empreender envolve a criação de algo novo com tempo e dedicação específica para solucionar problemas, criar produtos e serviços melhores e aproveitar de novas oportunidades de mercado.

Portanto, o empreendedor que atua no cenário “intracorporativo” é aquele que atua internamente na empresa já estabelecida para a qual ele trabalha como funcionário e colaborador.

Dessa forma, devemos considerar os membros de uma empresa que enxergam oportunidades, resolvem problemas e que combinam ideias para elaborar soluções pertinentes para a empresa.

São atividades que podem ser desempenhadas não somente pelos líderes formais, mas também por qualquer colaborador que atue nas diferentes linhas hierárquicas da empresa.

Assine nosso blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: