Benefícios do BPM na Gestão de Processos

BPM é a sigla para Business Process Management que traduzido significa Gerenciamento de Processos de Negócios. Essa metodologia tem por objetivo corrigir os problemas e fazer com que a estrutura da empresa se torne mais competitiva.

Assim ela terá capacidade de lidar com as demandas que surgem no presente e as que irão surgir. Por exemplo, a automação industrial, a Logística 4.0, a Transformação Digital, o Agro 4.0 entre tantos outros movimentos.

Resumindo, o BPM promove diversos benefícios que podem alcançar qualquer processo presente no supply chain.

Este termo em inglês significa cadeia de suprimentos e se refere a processos e caminhos que os produtos passam. Até atividades adicionais como as que tem relação com a criação de produtos, controle financeiro, marketing e atendimento ao consumidor podem ser inclusos no processo supply chain.

Entendendo o BPM

O BPM ou Gerenciamento de Processos de Negócios é uma combinação entre controle, análise, otimização dos fluxos corporativos e automação. Seu objetivo é dar apoio às metas e objetivos que a empresa possui. Por isso, sistemas, clientes, parceiros, funcionários entre outros são abrangidos pela implementação dessa metodologia.

Ele pode ser aplicado nos processos de negócio com o intuito de identificar e conhecer as necessidades da empresa em detalhes nunca antes imaginados. Assim os processos vão se moldando para que os resultados consigam se tornar melhores conforme o tempo vai passando.

Benefícios que o BPM promove

O Gerenciamento de Processos de Negócios promove diversos benefícios a empresa. Alguns dos principais são:

Custos reduzidos e consequente aumento da lucratividade

Quando os desperdícios são reduzidos os custos também o são. Portanto, ao controlar um processo para que ele não tome uma ação indesejada ou desnecessária faz com que os lucros tenham um aumento.

Segurança e conformidade

O BPM traz segurança à empresa, pois suas ferramentas permitem que os acionistas e gerente consigam ter controle sobre tudo relacionado ao processo. A empresa passa a implementar políticas, controles internos e a documentar tudo o que a torna mais segura, confiável e organizada.

Aumento da visibilidade e do controle

O BPM conta com ferramentas que ajudam na transformação da automação dos processos. Os processos podem se espalhar automaticamente pela empresa após serem mapeados, modelados, executados e otimizados.

A automação dos processos trata da sua otimização, efetividade para que se torne automático, assim a transparência será maior já que o contato humano é reduzido. Após os processos se tornarem automatizados são disponibilizados para todos do time. O processo pode ser visualizado e entendido além do papel que ele possui.

A consequência são processos mais organizados, transparentes e resultados eficazes.

Redução do desperdício

Desperdício pode ser tempo, esforço, recursos, dinheiro, ou seja, de qualquer coisa que seja essencial para a empresa e que precisa ser alocado de maneira inteligente. O produto ou serviço pode ser entregue mesmo com algum desses tipos de desperdício, mas não ocorrerá de forma efetiva e trará insatisfação ao cliente.

O BPM busca entender a empresa realizando o mapeamento dos processos. Assim, todos os passos, informações e participantes são organizados o que trará uma alocação de recursos melhor e consequente remoção das tarefas redundantes. Isso faz com que os desperdícios sejam cortados.

Leia também: O que é BPM (Business Process Management)? – Significado, definição, método

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: