Afinal, o que é Material Direto e Material Indireto?

Material Direto e Material Indireto

O material direto é parte da estratégia de produção de uma empresa, e deve ser selecionado conforme os cálculos de custos previstos para melhorar a cadeia de suprimentos e otimizar os resultados da corporação.

Inicialmente, eles se referem às matérias-primas essenciais para a produção e demais tipos de insumos necessários para a embalagem e sua composição. Por outro lado, o material indireto se refere à matéria-prima auxiliar para o processo produtivo.

Neste artigo aprofundaremos mais a explicação sobre os conceitos básicos e essenciais para o pleno entendimento.

O material direto

Seja para os setores de Supply Chain, Logística e produção, a equipe gestora de uma empresa e sua consultoria, precisa estar atenta ao processo de compra de insumos para o processo produtivo da empresa.
Quando falamos no componente direto, estamos nos referindo às matérias-primas empregadas para a produção do produto final, para a produção da embalagem e dos demais itens necessários para sua disposição.

Tipos de Matéria prima

Quando falamos do componente direto para a produção, temos basicamente dois tipos:

  1. Matéria-prima principal: Esse tipo de componente produtivo está ligado ao material principal para a formação do produto. Por exemplo, para produzir suco de laranja, a fruta e o aroma são componentes principais para a produção. Podemos incluir o papel da embalagem, a cor da embalagem que deve ressaltar a cor do fruto, dentre outros aspectos para a existência final do produto.
  2. Matéria-prima secundária: Refere-se ao componente que não é essencial para a produção, mas é indispensável para a formação do produto.

Considerando ainda o exemplo do suco de laranja, podemos citar o açúcar e o corante para intensificar o gosto e a aparência do suco.

O que é material indireto?

Em relação ao material indireto, nos referimos aos tipos de insumos que são auxiliares para a produção do produto, porém com grande importância para todo o processo.

Permanecendo no exemplo do suco da laranja, em sua linha de produção, a fabricante sempre precisa comprar “óleo de máquina” para aplicar nas máquinas de lavagem da fruta ou de encaminhamento das embalagens finais.

O óleo para máquinas não é fundamental para o conteúdo do suco, mas é essencial para o funcionamento do processo produtivo.

Os custos

Todos os custos relacionados com a compra de componentes ou ingredientes diretos e indiretos devem ser considerados no cálculo de custos da empresa.

Para o setor logístico, os ingredientes podem nortear a escolha da matéria-prima, da linha de produção, dos setores de armazenamento e do tipo de transporte.

Em muitos casos, por exemplo, uma bebida ou alimento à base de frutas precisa ser refrigerada e necessitará de transporte refrigerado.

Portanto, considerando os conceitos básicos e mais aprofundados relacionados a esse tema, a empresa precisa manter um bom sistema de análises e de seleção de materiais. Outro fator está relacionado ao nível de qualidade de cada tipo de matéria-prima e sua adequação ao processo produtivo.

Conheça o serviço de Consultoria Em Supply Chain da Deverhum Consulting para Redução de Custos de Material Direto e Redução de Custos de Serviços e Insumos de Produção.

Deixe seu comentário

%d blogueiros gostam disto: