6 motivos para otimizar o transporte de cargas

Otimizar o transporte e os custos logísticos é imprescindível para que haja uma gestão eficiente.

Na verdade, essa é uma das metas de toda e qualquer empresa de transporte de cargas, não é mesmo?

Afinal de contas, o desempenho do negócio depende da maximização dos lucros e da redução de despesas. Além disso, com a alta competitividade do mercado, o cliente sempre vai priorizar quem oferece um serviço de qualidade pelo melhor preço possível.

Nesse contexto, otimizar o transporte através de ferramentas modernas de logística é uma escolha inteligente. Contamos com softwares desenvolvidos exclusivamente para o setor. Eles são capazes de causar mudanças significativas nos processos operacionais do trânsito de cargas.

Foi justamente pensando nisso que selecionamos para o artigo de hoje 6 dos principais motivos para otimizar o transporte da sua empresa. Vale a pena conferir!

Motivo #1. Ter mais controle de custos

Ao contar com uma análise de resultados automatizada, o gestor consegue otimizar o transporte e identificar onde os recursos são aplicados de fato. Dessa maneira, é muito mais simples e assertiva a escolha de onde devem ser cortados gastos desnecessários.

Esse tipo de cuidado é vital para a saúde financeira dos negócios. Sem um controle minucioso do orçamento torna-se muito mais difícil de serem alcançados os objetivos da empresa.

Motivo #2. Contar com um plano de negócios mais eficiente

A tecnologia presente nos softwares de logística é eficaz pois foi elaborada com as ferramentas que a gestão desse segmento especificamente necessita. Isso permite um planejamento detalhado e o acompanhamento da execução do plano de negócios em tempo real.

Como bem sabemos, sem traçar metas e avaliar o alcance dos resultados, a produtividade pode ser comprometida. Porém, ao otimizar o transporte com um programa adequado, é possível antecipar estratégias e garantir que a carga seja entregue conforme o programado.

Motivo #3. Usufruir dos benefícios da tecnologia

Otimizar a logística, hoje em dia, não acontece sem o apoio da tecnologia. Com o sistema certo, conseguimos promover mudanças positivas no dia a dia da empresa e no médio/longo prazo também.
Um dos inúmeros propósitos desse tipo de ferramenta é a emissão de relatórios. Eles facilitam (e muito!) a gestão de transportes. Além, é claro, de diminuírem a incidência de erros humanos e retrabalhos. As métricas são precisas.

Motivo #4. Aumentar a produtividade da equipe

Quando a equipe de motoristas e a administração na sede da empresa estão em sintonia por intermédio de um software de logística, otimizar o transporte é uma consequência óbvia. Ao adotar uma metodologia padronizada e em uma plataforma online segura, as informações circulam com mais segurança e agilidade.

A própria adesão ao sistema já é um incentivo à produtividade. A equipe se sente mais amparada e valorizada, pois contribui diretamente na inserção de dados no programa.

Motivo #5. Otimizar a manutenção dos veículos

Problemas na frota fazem parte do cotidiano de qualquer empresa que trabalha com logística. Por essas e outras, otimizar o transporte acaba contribuindo para o controle da manutenção também, inclusive prevenindo avarias mais complexas nos veículos.

Os motoristas podem informar em tempo real possíveis defeitos ou gastos emergenciais. As medidas podem ser tomadas rapidamente, poupando tempo e dinheiro.

Motivo #6. Monitorar e otimizar as rotas

Ao otimizar o transporte, o gestor de logística conta com um sistema completo de monitoramento de rotas. Os trajetos podem ser melhor planejados, permitindo que as entregas ocorram dentro do tempo previsto e com menos quilometragem.

O software tem funções de simulação de rotas. Além disso, traz informações obre o tráfego em tempo real e possíveis desvios de obras, congestionamentos ou acidentes.

Concluindo...

O software de gestão e otimização de transportes é essencial para que a sua logística seja bem feita e eficiente. O programa é capaz de integrar diferentes setores e melhorar o desempenho das atividades realizadas.

A tomada de decisão do gestor, dos líderes e da equipe como um todo passa a ser fundamentada por dados sólidos. A mobilidade de acesso à plataforma também é um diferencial que atende às necessidades do mundo contemporâneo.

Sendo assim, otimizar o transporte é um investimento e não uma despesa. A empresa só tende a ganhar com esse upgrade!
Entre em contato conosco e você encontrará uma solução personalizada para a sua companhia. Até mais!

Leia também: 7 dicas para otimizar a gestão de transporte da sua empresa

SCM

Tendências do SCM (Supply Chain Management) no Brasil

Poucas pessoas param para pensar o quão relevante é o setor de transportes e logística. Simplesmente nada funciona sem ele. Diante dessa importância toda, é fundamental que os gestores do segmento estejam constantemente de olho nas tendências do SCM.

O cenário atual, em que observamos um mercado extremamente competitivo, acabou gerando clientes mais exigentes. Erros não são tolerados. Para satisfazer esse público, existem diversas estratégias que podem ser aplicadas.

A boa notícia é que ambas as partes podem se beneficiar com isso. Algumas das soluções que estão surgindo são capazes de otimizar a relação entre o custo e o benefício das operações das empresas de transporte de cargas.

Na publicação de hoje, vamos conversar justamente sobre esse tema. Aqui você encontrará as principais tendências na Gestão de Cadeia de Suprimentos – ou simplesmente SCM (Supply Chain Management).
Fique atento às dicas! Vale a pena conferir!

Conheça 6 tendências do SCM no Brasil

Conhecer as tendências e procurar se adaptar a elas é uma forma inteligente de se posicionar bem no mercado. No Brasil, algumas práticas estão sendo adotadas por quem quer se tornar referência no setor. Conheça-as a seguir!

1. IoT - Internet of Things

O termo IoT, que pode ser traduzido como ‘Internet das Coisas’, está cada vez mais presente no cotidiano. Enquanto a internet comum tem como principal objetivo a conexão entre as pessoas, a IoT conecta dispositivos.

Usualmente interligada a sistemas de gerenciamento centralizados, essa troca de dados entre softwares e equipamentos abre um leque enorme de possibilidades para o campo da logística. A IoT está entre as soluções de SCM com consolidação mais rápida nos dias de hoje.

2. Inteligência artificial

A inteligência artificial não se restringe somente a robôs humanoides como vemos nos filmes de ficção científica. Ela está em inúmeros recursos que usamos no dia a dia, até mesmo no Google e nas nossas redes sociais.

A intenção desse tipo de sistema é reproduzir o raciocínio humano, com a vantagem de ter ainda mais precisão e estar menos propenso a falhas. Além do mais, a máquina é capaz de processar e analisar muito mais dados em um menor espaço de tempo.

No SCM para transportes, a inteligência artificial já pode ser encontrada em softwares de gestão automatizada. Eles permitem um gerenciamento avançado das operações diárias de logística em suas mais diversas etapas.

3. Rastreamento de radiofrequência

O rastreamento da frota por radiofrequência já vem sendo implementado por diversas empresas no Brasil. Mas a popularidade dele está numa crescente que nos permite incluí-lo na lista de tendências de logística e SCM no Brasil.

Como o próprio nome já diz, o sistema é baseado na troca de sinais de rádio. A grande vantagem da metodologia é permitir o monitoramento de veículos que estão em lugares fechados e sem sinal de GPS, como em subsolos e túneis. Ela não também não está sujeita a bloqueadores de sinal.

4. Logística compartilhada

Ainda que exista muita competição no setor de transportes, uma tendência é superar as diferenças e unir esforços. Essa é a premissa essencial da chamada logística compartilhada, que é uma tendência em SCM para os próximos anos.

Quando empresas têm interesses em comum, elas podem usar determinados mecanismos que permitam o compartilhamento de espaços, de serviços, de armazéns e até mesmo de veículos. Essas práticas viabilizam a redução de custos, o aumento da agilidade e o aproveitamento máximo do potencial da frota.

5. Logística reversa

A Lei 12.305 de 2010 determina que empresas de transporte deem destino correto aos resíduos sólidos de suas atividades. Essa é uma atitude importantíssima para o desenvolvimento sustentável.

Visando o cumprimento da lei e a otimização do logística, encontramos uma solução em SCM chamada logística reversa. Ela é muito semelhante ao item abordado anteriormente. Duas empresas com interesses em comum unem esforços com um objetivo comum.

Enquanto uma faz a entrega, outra se responsabiliza pela coleta dos resíduos. Isso evita, inclusive, que o veículo volte vazio para seu ponto de origem. Sem sombra de dúvidas, uma estratégia inteligente e ecologicamente correta.

6. Same Day Delivery

A última tendência apresentada hoje é a Same Day Delivery, ou seja, entrega no mesmo dia. A moda pegou em diversos países europeus, onde empresas se comprometem com a chegada do pedido no mesmo dia da compra.

Em um país continental como o Brasil, essa pode ser uma ideia ousada. Mas isso não impede que ela tenha chances de sucesso, especialmente em grandes centros urbanos e localidades próximas a centros de distribuição.

E então, gostou das dicas? Se quiser saber mais sobre como adotar essas tendências na sua empresa, fale com os Consultores da Deverhum. Nos vemos no próximo post.